19.6 C
Soledade
segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Lideranças expõem demandas ao senador Heinze

Em reunião realizada em Soledade, o parlamentar confirmou a pré-candidatura a governador do Rio Grande do Sul

A tarde de sábado, 16/10, foi marcada por uma reunião entre empresários e lideranças de Soledade com o senador e pré-candidato a governador do Rio Grande do Sul, Luis Carlos Heinze, que esteve acompanhado do deputado Ernani Polo, do secretário do deputado Pedro Westphalen, Valdir Kirst, e o suplente do senador Heinze, Ireneu Orth.

O encontro reuniu diferentes lideranças soledadenses, como membros dos poderes executivo e legislativo, bem como representantes de sindicatos e de cooperativas de crédito. Na oportunidade, os presentes puderam expor demandas e projeções em relação aos setores que atuam.

A prefeita Marilda Borges Corbelini agradeceu o acolhimento do senador com todas as demandas e necessidades já expostas quando esteve em seu gabinete. “Ficamos orgulhosos em termos lideranças presentes em Soledade porque o nosso objetivo é trabalhar em prol do município, do estado e do país, mesmo não saindo da nossa terra, mas a nossa terra inserida neste contexto maior. Hoje, ratificamos o pedido de uma motoniveladora para trabalhar em toda a quilometragem de estradas do nosso interior. Também, agradecemos o senador por todo o acolhimento quando estivemos em seu gabinete, levando demandas do município”, disse.

Representando o Sindicato Rural de Soledade, o vice-presidente Olavo Valendorff expôs a preocupação da entidade em relação à segurança no interior. “Tivemos um crescimento da criminalidade no campo, seja na forma de abigeato ou em assaltos, por isso estamos reivindicando a criação de uma delegacia ou cartório especializado em abigeatos e crimes no interior. Sabemos que essa situação é voltada ao Estado, mas como o senador também está atento aos problemas estaduais, levamos ao seu conhecimento essa preocupação e solicitamos o apoio naquilo que for possível”, citou.

Já o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Soledade e Mormaço, Alessandro de Miranda Gasparin, falou sobre a regularização fundiária. “Estamos solicitando auxílio para que sejam criadas políticas públicas para custear os gastos com georreferenciamentos necessários para a regularização fundiária”, frisou.

Lideranças de diversos setores estiveram presentes no evento.

Em relação ao setor pedrista, o representante da APPESOL (Associação dos Pequenos Pedristas de Soledade, Edivaldo dos Santos, salientou que atualmente a entidade conta com 168 pequenas e médias empresas associadas, mas 90% estão situadas em zona residencial do município. “Esse problema vem sendo enfrentado há alguns anos, mas não tínhamos uma área especifica para colocar essas empresas. Hoje, a prefeita nos disponibilizou uma área para construção do Centro de Beneficiamento de Pedras, Gemas e Joias, beneficiando somente o setor de pedras. Por isso, pedimos a ajuda do senador e da administração em relação aos acessos, infraestrutura, recursos para as estações de tratamento e sistemas de filtro para a retenção de pó”, apontou Edivaldo.

Da mesma forma, o empresário Hélio Lodi enalteceu que o momento vivenciado pelo setor pedrista é muito favorável. “A desvalorização da nossa moeda frente ao dólar nos possibilita competitividade no mercado, e esse momento é muito bom, pois a taxa de câmbio se encontra favorável para o setor”, ponderou.

Já em relação ao comércio local, o presidente da ACIS (Associação Comercial, Industrial e Serviços), Edemar Fath, foi enfático ao dizer que uma das grandes demandas atuais é a qualificação de mão-de-obra. “Essa situação deve ser pensada e trabalhada, pois as empresas estão crescendo e contratando, mas precisamos da mão-de-obra qualificada para dar um suporte melhor para elas. Temos parcerias que desenvolvem qualificações, mas os investimentos ainda são altos, por isso precisamos deste apoio”, afirmou.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Soledade, Dalvori Ortiz, explicou que o poder público tem incentivado a entidade na realização de campanhas para fomentar o comércio. “Portanto, meu pedido é de que o senador atenda os pedidos da prefeita, pois assim ela estará nos ajudando a desenvolver o município”, disse.

O presidente da Sicredi Botucaraí RS/MG, Carlos Rogério Matuella, também abordou duas reivindicações da classe cooperativista, sendo em relação à PEC 119/2019 e a escassez de recursos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), que anualmente tem se esgotado mais rapidamente. “Peço que ambos assuntos sejam tratados com muita importância, pois refletem diretamente em todos os segmentos da sociedade”, afirmou.

Representando a Aprosoja, Samir Lamaison, enfatizou a preocupação da entidade com o custo de produção. “Alguns insumos dobraram e outros triplicaram de preço, e nós temos receio do futuro, pois no ano passado enfrentamos muitos problemas de endividamento, onde os produtores rurais investiam em uma época boa, mas trocava-se o governo e as coisas se revertiam”, afirmou.

O deputado Ernani Polo complementou que o encontro foi muito importante para ouvir as reivindicações do município. “As demandas sempre vão surgir e se renovar, mas esse diálogo é extremamente importante, pois estamos aqui para sermos parceiros naquilo que for possível. Ao longo dos anos, temos procurado apoiar as mudanças necessárias para construir um estado melhor, e agora vivemos um momento de superação em virtude da pandemia, mas temos que enfrentar e podemos contar com o apoio do senador”, mencionou.

Em nome da Câmara de Vereadores de Soledade, o vereador Récio Cappelari destacou a satisfação pela presença do senador e demais lideranças na reunião. “Quero dizer que estamos trabalhando e fazendo a nossa parte, sempre buscando atender as necessidades do município. Por isso, agradecemos a todos os presentes e por todo o trabalho feito em prol do desenvolvimento de Soledade”, concluiu.

Todas as demandas expostas foram ouvidas pelo senador Luis Carlos Heinze, que deixou claro que seu principal diferencial é estar ligado a política para ajudar o maior número de cidadãos possíveis, sendo que em Soledade não é diferente. “Para concorrer ao pleito de governador, estamos ampliando diferentes projetos e ações, voltados à saúde, educação, infraestrutura e todos os demais segmentos. Antes de tudo, minha defesa é voltada para a iniciativa privada, garantindo contribuições para Soledade e todo a população”, pontuou.

Destaques

Últimas notícias