20.7 C
Soledade
terça-feira, 05 de julho de 2022

Evolução das bicicletas e suas aplicabilidades

Robson Santana de Oliveira

Nas décadas de oitenta e noventa, período onde a tecnologia não existia em grande escala ao nosso alcance, as brincadeiras eram atividades físicas praticadas preponderantemente ao ar livre. Dentre essas brincadeiras uma das quais se destacava era a bicicleta, item cobiçado pela maioria dos jovens, porém que nem todos tinham acesso.

Neste período, em sua grande maioria, a bicicleta era um meio de transporte e lazer, composta de materiais pesados e pouquíssimo tecnológicos.

Atualmente, aliada com a tecnologia e utilização de matérias compósitos nas bicicletas tornaram-se mais leves e eficientes, transformando essa brincadeira também em meio de interação social, conexão com a natureza, busca por uma vida mais saudável e superação física e mental.

Compensação

Estamos mais que cientes que toda prática esportiva, seja ela profissional ou amadora proporciona inúmeros benefícios a nossa saúde física e mental. Seria redundância falar sobre a necessidade de compensarmos a falta de movimento da vida moderna.

Todo praticante de exercícios regulares, principalmente ao que tange aos exercícios cíclicos, ou seja, aquelas os quais o gesto motor é repetido consecutivamente, sem ou com pouquíssimas variações.

Seguindo o raciocínio que o corpo necessita ser móvel, forte e alongado de maneira equilibrada, faz-se necessária a prática de exercícios compensatórios ao exercício cíclico, para manutenção deste equilíbrio físico e diminuição do risco de lesões.

Exercícios compensatórios

Com a utilização das mídias sociais pela grande maioria da população, conhecemos grande parte das modalidades esportivas e de exercícios. Porém, para treinar de forma equilibrada e preventiva a lesões, são necessários exercícios compensatórios. Por exemplo, um ciclista pedala sentado na maioria do tempo, repetindo o gesto de pedalar e com as mãos na mesma posição, desta forma, o corpo fortalece músculos específicos, sendo moldado naquela forma. Então torna-se necessário alongar e fortalecer as musculaturas “opostas” a essa prática esportiva.

Enfim, como cada esporte e cada ser humano tem necessidades específicas, recomendo buscar a orientação de um Profissional de Educação Física para lhe orientar quanto aos melhores exercícios compensatórios.

Robson Santana de Oliveira

Educador Físico CREF 010922-G/RS

Pós Graduado em Reeducação Postural

Especialista em Pilates

Personal Trainer

E ciclista amador apaixonado

Destaques

Últimas notícias