33.7 C
Soledade
quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Ser mãe…

Ser mãe é muito mais que gerar um filho. Ser mãe é uma construção de um amor. Sinto-me diferente depois da gestação, uma pessoa mais completa e mais feliz. Tenho sentido dificuldades, assim como todo o ser humano, mas me sinto segura e amparada pela minha família e amigos.

Nos últimos dias fiquei um pouco off por conta das festividades de final de ano, mas tive muitas surpresas. A ansiedade já estava tomando conta em saber o sexo do bebê, não fiz chá revelação, mas dividi um momento lindo com o Rodolfo, e senti que nossa família finalmente está completa. Agora, já sabemos que é uma menina e levará nome de Maria Helena Malaquias Pompermaier, a qual já é muito amada.

Há duas semanas, consigo sentir mais a presença da bebê, sinto as mexidas e a barriga já aparece mais visivelmente. Mas nem tudo tem sido flores, tenho sentido muita dor nas costas, o que me deixa um pouco com mau humor, até mesmo impaciente, sem contar no medo que todos nós estamos passando em contrair a Covid-19, ainda mais na gestação, eu fico em pânico, mas tenho me cuidado na medida do possível.

Estou fazendo todo o acompanhamento em Soledade, com a Dr. Luana, e cada consulta é uma novidade, mas é muito bom ver que a Maria Helena está se desenvolvendo bem. Como é minha primeira gestação, não tenho muita experiência, é tudo muito novo. Já para o Rodolfo, que acompanhou toda a gestação da irmã dele, que era de risco, ele sempre sai das consultas muito feliz e aliviado.

Sem dúvidas, tenho notado que nossas vidas mudaram e que somos pessoas mais conscientes diante da vida. Tudo isso por conta da nosso anjinho chamado Maria Helena.

Destaques

Últimas notícias