23.4 C
Soledade
quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Viver Bem, Viver em Soledade

Primeira prefeita mulher conclui primeiro ano de mandato à frente do município

A primeira prefeita mulher de Soledade completou um ano à frente do município com muitas conquistas e trabalhos relevantes. Muitas ações foram feitas, até mesmo grandes investimentos que só eram vistos no último ano de mandato, mas que a prefeita Marilda Borges Corbelini mostra o contrário.

Com um grande volume de obras realizadas já em seu primeiro ano de mandato, a gestora ainda teve a sensibilidade de conciliar as obras de estradas, terraplanagem e canalização com os mínimos detalhes, deixando a cidade cada vez mais limpa e mais bonita.

Marilda afirma que a gestão iniciou com alguns desafios grandes, a exemplo do Covid e agora a estiagem. “Quando eu entrei na prefeitura como prefeita, eu sabia onde estava pisando, porque o tempo que estive na administração me deu embasamento para saber os caminhos a seguir. Por isso, buscamos fazer um trabalho intersetorial, onde as secretarias conversam e dialogam para que o resultado seja mais eficiente”.

Para isso, foram elencados alguns projetos prioritários, como projeto “Viver Bem Viver em Soledade”. “Quando falamos nisso, perpassamos todas as faixas etárias, desde os bebês até o pessoal da melhor idade, porque para viver bem em Soledade é preciso postos de trabalho, qualificação, educação de qualidade, de cuidados com as nossas crianças mesmo em período de férias, a revitalização de espaços públicos, a saúde, as estradas em condições de trafegabilidade, terraplanagens visando emprego e renda, enfim, condições para as diferentes pessoas”.

“A administração não pode pensar em trabalhar no último ano, eu nunca pensei assim. Nós temos que trabalhar intensamente os quatro anos de gestão, essa é a nossa proposta e esse é o encaminhamento que tenho feito para todo os secretários, onde estamos fazendo o planejamento de cada secretaria, e depois vamos juntar no grande grupo, para que possamos, de acordo com o orçamento, realizarmos o maior número de trabalho em prol da nossa comunidade. Isso é viver bem em Soledade, dando condições para as diferentes pessoas morarem aqui”, lembra a prefeita.

Marilda também ressalta que o intuito não é manter esse ritmo de trabalho nos quatro anos, mas aumentá-lo ainda mais. “Eu não quero trabalhar quatro anos nesse ritmo, eu quero cada vez intensificar mais. Se tem uma coisa que eu cuido muito é a questão do orçamento, porque quando o dinheiro não é nosso, a gente tem que cuidar o dobro, e é isso que a gente procura fazer. Na reunião com os secretários, nós estamos reavaliando desde o quadro de recursos humanos, como tudo aquilo que tem que ser feito, para que não haja desperdício. Por exemplo, quando nós unimos as máquinas da Secretaria da Agricultura e passamos tudo para as Obras, nós tiramos as máquinas que corriam para frente e para trás, e que tinham um desempenho menor, em função de que atendiam de um lado da cidade e depois tinham que atender o outro. Isso é uma coisa que precisamos melhorar também para a água, porque a água hoje tem sido um problema no município e vai ser cada vez mais, independente de ter seca ou não, porque cada vez mais o nosso lençol freático está ficando mais raso”.

A prefeita reforça que ações devem ser pensadas para curto, médio e longo prazo amenizar essa situação. “Sem dúvidas, esse trabalho será feito de forma conjunta, com planejamento, ação coordenada, reaproveitamento de recursos humanos e aproveitamento, mas nunca esquecendo que nós também, de acordo com nossa forma de gestão no Brasil, trabalhamos muito com as emendas parlamentares, e a gente não perde nenhuma, assim como não perdemos nenhum projeto, a fim de que os recursos venham para o município. Vamos continuar trabalhando dessa forma, pois não sei se teremos outros anos, mas esses quatro, nós trabalharemos até o ultimo dia com a mesma intensidade”, finalizou.

Destaques

Últimas notícias