Notícias

AVASB se mobiliza em prol da permanência da sede da 25ª CRE

Por Keilly Camargo

A AVASB – Associação de Vereadores do Alto da Serra do Botucaraí que reúne as Câmaras Municipais de Soledade, Fontoura Xavier, Barros Cassal, Mormaço e São José do Herval realizou na sexta-feira, 1/2, uma reunião pública em Soledade. O evento aconteceu em prol da mobilização pela permanência das atividades da 25ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) na região.

O acontecimento se deu no Auditório Ivo José Stein (antigo Salão Azul) da Prefeitura Municipal de Soledade, onde se fizeram presentes representantes da educação e política soledadense. Conforme o vereador Gustavo Baldissera – MDB(Movimento Democrático Brasileiro), presidente da entidade “Após a notícia do possível fechamento da 25ª (CRE), nós estamos acompanhando o desenrolar dessa situação e as manifestações sobre o grande retrocesso que iremos sofrer se isso realmente acontecer. Eu penso que quando se fala em educação não se deve falar em gastos, mas sim em investimentos, pois nenhum país até hoje avançou sem educação”.

“A ideia é elaborarmos uma carta e encaminhá-la ao governador do estado, Eduardo Leite – PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), declarando nossa opinião sobre a decisão tomada por ele, e nossa revolta sobre o assunto”, frisou ele. A coordenadora da 25ª CRE de Soledade, Maria Herondina de Morais Gheller, relatou sobre o entendimento em relação a não ter certeza sobre o real fechamento da coordenadoria do Município, mas que tudo aquilo que for feito para que esse fechamento não aconteça é de extrema importância. “A CRE da nossa cidade possui muita história, onde temos prédio próprio e não precisamos pagar aluguel. Se for necessário, iremos trabalhar ainda mais, pois, não queremos perder nossa entidade” falou. Ádria Brum de Azambuja, diretora geral e secretária da SMECD (Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Desporto), presente no evento, questionou como um país irá evoluir onde os mandatários da nação duvidam do profissionalismo docente.

“Somos sabedores sim, e é possível mandar documentos e e-mails via internet, mas a história da educação que convém à formação de professores, jovens e alunos precisa ser feita olho no olho, pois à distância buscamos somente elementos para essa. Realmente só nos formamos quando temos possibilidades de discutir e dialogar, enfrentando os conflitos com convicção e com amparo a ciência” argumentou.

“Como os professores irão implantar a nova base curricular na sala de aula sem a coordenação da coordenadoria? Pois essa mobiliza o estudo pedagógico. Não devemos em hipótese alguma permitir que fechem a coordenadoria, pois é nela que fizemos educação e história” acrescentou ela. O vereador, Sérgio da Cunha, presente no momento apresentou uma carta elaborada pela EEEF Érico Veríssimo, de São José do Herval, mostrando-se contra o possível fechamento e comovendo a todos pela bela história contada.

A vereadora Ida Dolores Walendorff – PP (Partido Progressista) e o vereador Nei “Vermeio” – MDB, também se colocaram contra essa hipótese, ressaltando que as pessoas devem se unir e posicionar-se para que isso não aconteça, pois será uma grande perda para todos. Conforme Gustavo, a carta será encaminhada pessoalmente até o secretário estadual da educação, Faisal Karam e, se possível, até o Governador do Estado. Ele ressaltou ainda que essa mobilização não vai parar até ter a certeza de que a coordenaria não fechará. A 25ª CRE de Soledade atende aos municípios de Alto Alegre, Arvorezinha, Barros Cassal, Campos Borges, Espumoso, Fontoura Xavier, Ibirapuitã, Ilópolis, Itapuca, Lagoa dos Três Cantos, Lagoão, Mormaço, Nova Alvorada, São José do Herval, Selbach, Soledade, Tapera e Tunas.