Artigo

Organizar e viver bem o tempo

Por Padre Ezequiel Dal Pozzo

Existem duas formas de compreender o tempo e de vivê-lo. Os gregos utilizaram a palavra

Kairós e Cronos, para falar do tempo. O Cronos tem a ver com cronômetro, tempo do relógio,

hora marcada, tempo que passa e é contado pelos ponteiros. O cronometro é o medidor do

tempo. Nesse tempo cronometrado, eu preciso dar conta de tal tarefa, de chegar até o lugar

marcado, de atingir os objetivos estabelecidos para esse tempo.

Na mitologia grega o deus Cronos era aquele que engolia os seus filhos. O tempo Cronos é

assim mesmo. Muitas vezes nos engole, nos devora, passa rápido e nos torna escravos dele.

Precisamos cumprir os prazos, percebemos que o tempo nos foge por entre os dedos e nunca

é suficiente para fazermos tudo o que precisa.

Kairós é outra palavra grega para falar do tempo. Aqui o tempo tem outra perspectiva e outro

sentido. Kairós é o tempo bom, agradável, o tempo oportuno para viver a vida com

intensidade. É o instante do aqui e agora que eu tenho para viver e para ser feliz. No Kairós a

pessoa está totalmente no instante e valoriza esse momento. Jesus falou do tempo nesse

sentido. A teologia fala que o tempo de Deus é Kairós, tempo da graça, ou seja, graça agora e

não amanhã e nem semana que vem. Deus me dá a graça agora. Quando vivo o tempo como

Kairós, vivo plenamente, com intensidade, estou fazendo uma coisa e estou inteiro naquilo

que estou fazendo. Não estou preocupado com outras mil coisas que tenho pra fazer. Quando

estou preocupado com tudo ao mesmo tempo, então estou vivendo o tempo como Cronos,

quando ele me devora. O tempo Cronos me faz olhar o tempo todo no relógio e fico agitado

com isso. O Kairós é quando eu estou tranquilo naquela situação, com aquela pessoa, sem me

perguntar e me agitar com aquilo que me espera no minuto seguinte.

Quem percebe e vive seu tempo como Kairós não vai sentir-se partido ou dividido. Estará

sempre onde se encontra exatamente no instante. Essa distinção das duas formas de viver o

tempo é muito importante para nos darmos conta de como nós vivemos no tempo. Vejo gente

muito agitada a estilo de Cronos. E vejo gente mais equilibrada e focada a estilo de Kairós. Não

estão sempre à procura de não se sabe o que. O ano com as suas estações, com seu ritmo,

pode nos ajudar a viver bem o tempo. Temos a manhã, o meio dia e a noite. O tempo está

estruturado de forma a colocar a vida num ritmo saudável. Podemos organizar o tempo, ter

ritmo, para que estejamos inteiros no momento que estamos vivendo, vivendo o tempo como

graça, sem nos deixar engolir e sufocar pelo tempo.