Notícias

Prefeitura de Soledade finaliza detalhes para viabilizar a SOMAVE

Currículos ainda estão sendo aceitos

Por Keilly Camargo

Durante a manhã de quinta-feira, 27/06, numa reunião de trabalho com representantes da empresa SOMAVE, o gerente industrial, Tadeu Grando, a gerente de controle de qualidade, Mirele Bragato e o prefeito Municipal, Paulo Ricardo Cattaneo, apresentaram a servidora pública municipal, médica-veterinária, Naiara Tavella. Ela foi cedida para atuar como profissional habilitada junto à empresa, dentro do Acordo de Cooperação Técnica celebrado com a União Federal.

Com mais este passo importante, o Município mostra que dedica esforços para que o abatedouro de aves SOMAVE entre em funcionamento o mais breve possível, gerando empregos e desenvolvimento para Soledade. A data para início de atividades é dia 20 de julho.

O prefeito Paulo Ricardo Cattaneo salientou que as obras para o funcionamento da empresa, iniciaram há três anos. “Não foi possível reinaugurá-la nos prazos que estipulamos há meses atrás devido às obrigações legais, visto que ela é um frigorífero, ou seja, de proteína animal. E com isso, as exigências são muito grandes por parte do Ministério da Agricultura, em termos de questões sanitárias. Já que, se houver de acontecer alguma irregularidade ou problema, os prejuízos são enormes, uma vez que a prioridade é a saúde, pois o alimento que vai sair do frigorífero é o ser humano que vai consumir. Por isso, ele deve estar com 100% de garantia, assim como todas as outras fases de industrialização devem estar rigorosamente fiscalizadas”, informou o gestor municipal.

Ele enalteceu, ainda, que a empresa, nas próximas semanas, estará marcando uma reunião para apresentar o projeto da SOMAVE para a comunidade. “A empresa já está realizando a seleção de funcionários, onde alguns já passaram para entrevistas e treinamento. Mas, se alguém quiser deixar um currículo, a Prefeitura Municipal de Soledade está recebendo, porém, quem contrata é a empresa. Inicialmente, serão contratados 100 funcionários, mas existe a expectativa para que, futuramente, em curto prazo, a empresa possa trabalhar em dois turnos e, assim, haja a possibilidade de duplicar o número de colaboradores”, primou Cattaneo.

O líder do Executivo soledadense reforçou, também, que as expectativas são as melhores possíveis, visto que a empresa vai fazer com que a economia tenha um novo ramo de atividade. “Esperamos para o futuro que a SOMAVE possa trabalhar com os integrados, para que assim haja a possibilidade de o agricultor e pessoas do meio rural possam colocar seu aviário e, assim, produzir para a própria firma. Esse novo ramo da economia só tem a crescer, sendo importante para produção e geração de emprego para a população soledadense”, finalizou Paulo. 


Créditos: Jésun Oliveira