Notícias

Projeto Nocauteando as Drogas

Por Assessoria de Imprensa

Na tarde desta quarta-feira, 28/08, a vice-prefeita e secretária de Industria, Comércio,

Serviços e Turismo, Marilda Borges Corbelini, juntamente com a secretária da Educação,

Cultura e Desporto, Ádria Brum de Azambuja, estiveram presentes na aula inaugural do

Projeto Nocauteando as Drogas, realizado na EMEF Santo Antônio.

A oficina conta com cerca de 25 alunos, e é realizada em parceria da escola,

administração municipal, e o professor João Cesar Fernandes. Tem como objetivo trabalhar o

esporte, o boxe, a fim de conscientizar e priorizar o combate as drogas.

A vice-prefeita e secretária de Industria, Comércio, Serviços e Turismo, Marilda Borges

Corbelini, afirma que adorou o nome do projeto, pois além da prática esportiva, o aluno

aprender a dizer não pra muitas coisas, aprende a escolher o tipo de vida que pretende seguir,

a estar no rumo certo, distante das drogas.

“Eu, como professora não poderia pensar diferente, através da educação podemos

melhorar a nossa comunidade, o esporte inserido na escola traz essa disciplina e valores,

enquanto elas estão na escola elas estão seguras, a escola forma alunos que serão cidadãos de

valor no futuro”, ressaltou a vice-prefeita.

A secretária da Educação, Cultura e Desporto, Ádria Brum de Azambuja, parabenizou o

trabalho da diretora e da escola, pois a mesma desenvolve 16 atividades extraclasse que

englobam toda a comunidade. “Competição, respeito, regramento, trabalho em grupo,

ensinamentos, agregam ao currículo da Escola Santo Antônio, em mais esse projeto”,

explanou.

João Fernandes, o educador físico que ministra as aulas de boxe agradeceu a

oportunidade. “Agradeço a oportunidade de colocar o projeto e viabilizar pra essas crianças

um futuro melhor”.

Cassiane Colleti, representando a direção da escola, também agradeceu este projeto

que engrandece ainda mais a escola do bairro Fontes. “Agradecemos a oportunidade de a

escola sediar o projeto, os alunos são parte da nossa família, a escola tem trabalho integral,

manhã e tarde, assim, a comunidade está na escola, distanciando a criança e o adolescente das

más influencias, consequentemente das drogas”.