Semana Farroupilha

Nicacio lança livro homenageando CTG 3 Coqueiros

Por Informativo Regional

No decorrer da manhã de domingo, 15/09, durante as comemorações da 35ª Ronda Crioula do CTG 3 Coqueiros, em Soledade, foi lançado oficialmente o livro que conta toda a história da entidade, do autor homenageado, em vida, Nicacio João Maria de Lima.

O evento contou com a presença de tradicionalistas e autoridades do Município, além do deputado Federal, Giovani Cherini.  A obra escrita pelo soledadense de coração narra todos os momentos e fatos vividos no Centro Tradicionalista desde sua criação.

O levantamento de informações foi anexado às suas quase 400 páginas e levou em conta as versões dos homenageados, empresas e ex-patrões que contribuíram e contribuem na história do CTG, além de moradores que sempre auxiliaram e continuam ajudando a manter viva a tradição gaúcha no Município, através do local.

“É uma forma de agradecimento, pois como sou metido a escritor provinciano, não seria surpresa se inventasse alguma arte para perenizar o acontecimento. Por isso, decidi brindar a entidade com este livro simples, mas de valioso e perene conteúdo histórico”, destacou Nicacio.

Ele ponderou que a entidade estará marcada para sempre em sua vida. “Essa semana farroupilha foi muito diferente, pois ficou gravada em meu coração. A obra é um recíproco agradecimento pela tamanha honraria destinada a mim”, elogiou.

A 8ª obra do escritor contém depoimentos, fotografias e recortes de jornais, que contam a história do CTG. “Nele consta todas as patronagens, com patrões e posteiros de invernada. Do mesmo modo, cita os homenageados das Rondas Crioulas, sendo que “in memoriam” foi desde a primeira edição. Além disso, a partir de 2005 iniciou as homenagens em vida, onde o primeiro foi Eloi Merlin, e desde 2012 também as empresas”, informou.

Segundo ele, a obra recorda, ainda, os idealizadores da entidade que foram Erol Batista, Darci Cerutti, João Olmiro Rodrigues Flores (Macau), Sebastião Borges de Moraes (Sebastião do Aladin) e Romeu Oliveira (Valmet). “Essa foi minha maneira de dizer muito obrigado, assim como externar minha gratidão com Soledade. Se Deus quiser, pretendo escrever sobre o Executivo e Legislativo”, mencionou João Maria.