Série de Reportagens

Atrações locais animaram a Feira Soledade é Joia

Por Informativo Regional

No decorrer da Feira Soledade é Joia foi oportunizado aos visitantes shows e eventos de grande relevância. O público que prestigiou a Feira contou com a apresentação da cantora Lauana Prado, um sucesso sertanejo. Da mesma forma, os artistas locais abrilhantaram as noites da Soledade é Joia, mostrando que a música também faz parte das preciosidades de Soledade.


Turma Fandangueira

Na primeira noite de Feira, sexta-feira, 08/11, o grupo Soledadense “Turma Fandangueira” subiu ao palco do pavilhão 1 às 22h. Com um bom público, a banda expôs seu trabalho e animou a noite dos visitantes.

O atual vocalista e um dos fundadores da Turma Fandangueira, Pablo Marin, contou acerca da trajetória do grupo. “Há cinco anos, nós tocávamos em ritmo sertanejo, em que apresentávamos em bares, eventos fechados, baladas, feiras, entre outras oportunidades. Contudo, com o auxilio do Nelson Falchemback, um dos fundadores do grupo, decidimos criar o projeto “Tchê Music”, pois tocávamos o sertanejo em versão vaneira, um ritmo mais rápido que se exigia na época, e assim, trouxemos uma inovação para a região”, falou ele.

Pablo destacou acerca da satisfação da oportunidade que a Soledade é Joia proporcionou para a banda. “É gratificante, pois é um evento grandioso, na nossa casa, em que pudemos atuar com toda a nossa estrutura de palco, instrumental e banda. Além de que mostramos nosso projeto, uma vaneira alegre com mais alto astral, em que o público pôde conhecer ainda mais nosso trabalho. Visto que, família e amigos prestigiaram esse momento maravilhoso, que teve uma repercussão muito boa, pois após o evento surgiu produtores que estavam nos assistindo e contrataram nosso shows para 2020 em eventos e festas”, complementou.

“Além disso, naquela noite, gravamos dois clipes inéditos, preparando-os para lançar em dezembro junto ao nosso EP, nominado ‘Dois Travesseiros’, tendo como música principal o mesmo. Também, reproduziremos a nossa nova canção ‘Conversa pra Boi Dormir’, que já tem uma ótima repercussão e reconhecimento. Uma vez que investimos em mídias locais e região com meios acessíveis e gratuitos como Youtube, Spotify, Facebook e rádios”, ressaltou Marin.

“É gratificante ver a galera ouvindo nossa música no carro, curtindo e baixando-a, é sinal que estão gostando. Nesse EP, iremos expandir nossas músicas, com a finalidade do CD divulgar, ainda mais, nosso trabalho”, opinou o vocalista.

Segundo ele, o grupo não conseguiu colocar em prática o projeto antes por falta de alguns recursos. “Trabalhávamos sozinhos, e hoje, adquirimos empresários que estão reconhecendo nosso trabalho. Estamos nos aperfeiçoando cada dia mais, cada um na sua função, com muita dedicação, já que não é um trabalho para curto prazo, mas sim para que em 2020 e futuramente, possamos expandir e logo alcançar nosso objetivo, que é a Banda Turma Fandangueira, tendo uma estrutura e consolidação tanto em Soledade como em regiões sul do país e litoral”, definiu Pablo Marin mencionando todos os integrantes do grupo.


Grupo Pagode 100 Moral

Na noite de sábado, 09/11, os visitantes tiveram a oportunidade de prestigiar um dos grupos de maior sucesso na região, o Pagode 100 Moral. Contando com um público árduo, os artistas locais apresentaram músicas conhecidas, expondo um trabalho que está sendo reconhecido diariamente.

“O pagode 100 Moral, surgiu da Associação Camarões de Futebol, um clube amador que disputa competições em Soledade e região, em que após os treinos e jogos sempre se nos reuníamos para fazer um churrasco e uma resenha. E como todos gostavam de pagode começamos a tocar por brincadeira, mas com o tempo a coisa foi tomando forma. Nisso, em um determinado dia recebemos o convite do Rotaract, através da Sandra Feles para tocar em um evento do clube, e desde então não paramos mais”, contou o integrante do grupo, Bruno Scorsatto.

Ele opinou acerca do diferencial do grupo para os demais. “Nossas músicas são uma mistura de sertanejo e pagode, em que temos 10 integrantes no grupo o que dá uma pegada diferente dos outros da região. Levamos a alegria através do “Pagode Universitário”, além da humildade do grupo, que mantém os pés no chão, buscando sempre melhorar”, observou.

“Ademais, para o grupo, participar da Soledade é Joia é sempre muito bacana, ficamos felizes com a participação, pois ver tanta gente cantando nossa música nos deixou emocionado. São esses eventos que fortalecem nossa ideia de fazer um projeto em longo prazo. Uma vez que, depois de apresentarmo-nos na Feira temos uma repercussão bem positiva, pois as pessoas mandam mensagens de apoio através das redes sociais, e isso é muito gratificante, já que nos incentiva ainda mais para estar sempre aperfeiçoando o show. Além disso, todos os envolvidos estão 100% focados no projeto”, mencionou Scorsatto referindo os demais membros do Pagode 100 Moral.

Ele comentou, ainda, sobre os projetos previstos e músicas novas. “Estamos com um projeto bem bacana, trabalhando no fechamento com uma produtora para vender o nosso show, está quase fechada a parceria. Assim que assinar o contrato vamos divulgar em todos os veículos de comunicação, ainda que temos uma música nova em fase de gravação, nominada ‘Só nós dois’, composição do nosso vocalista Patrick Vieira, com a participação especial do nosso amigo Cristiano Gambatto”, ponderou Bruno.

“Além disso, estamos trabalhando na gravação do clipe da música ‘Blusa Azul’. Também, convidamos o pessoal para seguir o grupo pelas redes sociais, como Facebook, Instagram e Youtube”, pontuou o integrante.


Fotos: Divulgação/Tripop/ Clic Soledade