Série de Reportagens

Gizele Giongo Bordignon

Elas inspiram e expiram toda a coragem e beleza que torna o mundo melhor

Por Informativo Regional

Especial do Dia Internacional da Mulher


Brancas, negras, altas, baixas, magras, robustas, ricas ou pobres, elas são mães, filhas, irmãs, empreendedoras, donas de casa, limpam, faturam, organizam e ainda acham tempo para amar, rir e chorar. Elas são donas do mundo. Mulheres.


As mulheres estão quebrando barreiras e se fazem cada vez mais presentes em todas as áreas e profissões. O jornal IR abordou algumas figuras femininas que inspiram e lutam diariamente pelos seus direitos em suas respectivas funções.


Mãe de três meninos, primeira-dama de Soledade e amiga de muitos munícipes, Gizele Giongo Bordignon é o padrão de mulher que não perde suas raízes, faz o que deseja e é tudo que quiser. “Não é fácil conciliar todas as questões do lar, com as crianças e o marido, o trabalho e a vida pública. Nossa agenda diária é muito complicada e não podemos nos esquecer da nossa família, que é a base de tudo. Mas sempre com muito esforço faço o possível para conseguir ser mãe, esposa e profissional ao mesmo tempo”.

“Nós mulheres já obtivemos muitas vitórias, especialmente na área dos direitos políticos. Entretanto, há ainda muito a ser feito para que a mulher receba, de fato, maior valorização e respeito. Como mulher, acredito que a conquista maior que nós podemos ter é a família. Tendo que trabalhar para ajudar financeiramente no sustento de sua família, a mulher, às vezes, deixa um pouco a desejar, pois tem que se ausentar do seio dela. Mas, volto a frisar, que não existe na vida nada mais importante do que a nossa família, os nossos filhos”.