Série de Reportagens

Preservando suas raízes, vereador acompanha o progresso mormacense

Por Informativo Regional

O vereador de Mormaço, Wagner de Lorena, desde criança viu de perto o crescimento e progresso do Município. São quase três décadas de autonomia, e é com orgulho e encantamento que o edil se refere a sua tão amada terra.

 “Acompanhei o Município de Mormaço desde muito cedo, quando surgiu a ideia da comissão de emancipação. Naquela época, eu ainda era estudante, em que fazia o 7º ano na Água Branca, onde nesse período passamos pelo plebiscito e emancipamos”, recordou ele.

“Lembro-me que naquele tempo não tínhamos transporte, ou seja, tínhamos que ir a pé até a escola, e quando emancipamos, começou o transporte, melhorou a saúde, e as estradas ficaram muito melhores, onde na região de São Roque e São João dos Delavi só passava carroça. Atualmente, as estradas são quase que asfaltos, em que passa qualquer veículo, e até mesmo carretas”, afirmou o vereador.

Conforme Wagner, Mormaço evoluiu passo a passo. “Quando terminei o 2º ano do ensino médio, fui morar fora, mas sempre acompanhando o Município. Quando retornei, vim trabalhar na prefeitura como técnico agrícola e funcionário público concursado, e após ingressei na política”, aduziu.

Mesmo morando fora, Wagner não se desfez de suas raízes. “Acompanhei esses 28 anos de desenvolvimento do Município, onde vemos o progresso que conquistamos, em relação às comunidades que ficam na divisa, mas que ficaram pertencendo a Soledade, elas cresceram muito em relação às demais, onde naquela época eram iguais, mas hoje houve uma evolução muito grande em todos os sentidos e áreas, como saúde, educação e transporte”, acrescentou ele.

“O comércio mormacense cresceu também, em que percebemos que a população se desenvolveu. É admirável o progresso que nosso Município tem na região. Tenho muito orgulho de ser do Mormaço. Estive um tempo fora, mas acabei retornando, pois sinto que aqui é um lugar que está crescendo, que tem futuro, em que a gente pode se desenvolver e ter famílias”, concluiu o vereador, orgulhoso em preservar suas raízes.