Notícias

Plano Safra 2020/2021 custeará R$ 180 bi para comércio do agro

Ministério da Agricultura concedeu taxas de juros especiais aos pequenos e médios produtores. Valor recorde foi destinado ao seguro rural

Por Informativo Regional

O Plano Safra 2020/2021 foi anunciado na tarde de hoje, 17, em Brasília. O setor contará com R$ 236,30 bilhões. Desse total, R$ 179,38 bilhões serão destinados para custeio e comercialização e industrialização, o valor corresponde a 2,75% a 6% dos processos de venda e mecanização das colheitas. Os outros R$ 56,92 bilhões são destinados a investimentos.

Os agricultores contemplados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) terão juro entre 2,75% e 4% ao ano. Para pequenos e médios, a taxa saí a 5% e, os demais agricultores pagam 6% de juro ao ano.

Incentivo aos seguros

Para 2021, segundo o Ministério da Agricultura, o valor para subvencionar a contratação de apólices de seguro rural em todo o país será de R$ 1,3 bilhão, um novo recorde. Em 2020, o orçamento foi de R$ 1 bilhão e, no ano anterior, de R$ 440 milhões.