Artigo

SUCESSO ANTES E FELICIDADE DEPOIS?

Por Assessoria de Imprensa

A compreensão ajustada da vida e da realidade é muito importante. A nossa visão de mundo determina o nosso jeito de proceder, de lidar com tudo. A compreensão e as crenças andam juntas. Alguém diz que acredita em sua abundância e que é possível atingir os objetivos e outro diz que em sua vida nada flui e que conquistar os objetivos é muito difícil. Isso é uma crença. A crença precisa ser acompanhada da compreensão, da reflexão. Quando colocamos nossa mente a pesquisar a profundidade das coisas, então nossas crenças podem se alterar, porque o conhecimento quebra as crenças. Por isso, saber pela reflexão e pela pesquisa como devemos olhar a vida para que sejamos felizes, é muito importante.

O paradigma de que o sucesso vem antes e a felicidade depois precisa ser descontruído. Isso porque muitas pessoas que alcançam o sucesso financeiro, são infelizes. E, além disso, se percebe que se a gente coloca a felicidade só na meta alcançada, a nossa mente se acostuma com esse padrão e quando alcançamos a meta, ela já coloca outra meta em pouco tempo depois. A mente se acostuma a pensar que a felicidade está sempre lá na frente.

Se você coloca metas como casa, trabalho, dinheiro, estudo e outras coisas, como a sua felicidade, dizendo que ao conseguir isso será feliz, então, perceberá que ao conseguir sua felicidade será apenas momentânea. E, ao contrário, se colocar a felicidade antes, como agora, hoje, então vai começar a desfrutar a alegria daquilo que já tem, do ambiente em que está inserido e, consequentemente, tudo fluirá melhor para você alcançar seus objetivos. Você usara suas habilidades, inteligência e criatividade, muito melhor, no momento em que já desfruta a alegria de viver. Por isso, a fórmula de que o “sucesso vem antes e felicidade depois” é incorreta.

O professor e pesquisador de Harvard, Shaw Achor, numa pesquisa com estudantes e profissionais de empresas, percebeu que precisamos inverter o paradigma. Felicidade vem antes do sucesso. Ele diz que quando achamos que a felicidade vem depois do sucesso, em cada vitória, a nossa meta é empurrada para a frente, aí acabamos perdendo a felicidade de vista. Existe, em nossa vida, uma tensão entre o desejado e o possuído. Nós desejamos muita coisa e quando possuímos essa coisa o desejo cessa e logo depois se forma outro desejo. Por isso, que colocar a felicidade somente no sucesso, na conquista, não é certo.

Quando colocamos o sucesso antes da felicidade restringimos o foco. O foco fica na restrição, na falta e não na gratidão por aquilo que já se possui. Quando conseguir isso, quando comprar aquilo, quando alcançar aquele objetivo, então sim serei feliz. Não, isso não funciona.

É preciso cultivar a positividade e perceber aquilo que já é bom agora. Isso estimula muito a motivação, a resiliência para prosseguir, a criatividade para encontrar sempre novos caminhos e a produtividade que é resultado dessa condição de bem estar. Quando uma pessoa está bem, ela percebe que a vida funciona muito melhor em tudo. A mente pode fazer do céu um inferno e do inferno um céu, depende do nosso ponto de vista. Por isso, olhe para sua vida. Você faz dela um céu ou um inferno? Se decidiu por esse curso está no caminho progressivo de mudança.

Pense como é a tua compreensão sobre a vida, a felicidade e o sucesso. Sua felicidade está lá na frente? Depende do seu sucesso? Faça um bom diagnóstico de você e já vai começando a caminhar na direção do agradecimento, percebendo as coisas boas que você já tem.



Padre Ezequiel Dal Pozzo

contato@padreezequiel.com.br