Reportagem Especial

Trabalho que gera emprego, saúde e meio ambiente

TRABALHO SUSTENTÁVEL

Por Informativo Regional

Um trabalho familiar que gera empregos, qualidade de vida e conservação do meio ambiente. Assim é Maxxi Bikes de Soledade, uma empresa voltada para um trabalho árduo e comprometido para com todos os amantes do ciclismo.

Tudo começou há 22 anos atrás, quando com um olhar empreendedor a família de Antônio Carlos Faoro vislumbrou a oportunidade de investir em uma oficina, trabalhando com reparos de bicicletas. Com o passar do tempo, os serviços foram aprimorados e, hoje, com um trabalho responsável e de qualidade o empreendimento conquistou seu espaço, estando presente e sendo reconhecida em diversas regiões brasileiras. 

Inicialmente, a empresa trabalhava somente com reparos e, aos poucos, perante as necessidades, foi expandindo sua gama de serviços no setor. “Hoje, já temos uma história de 15 anos construindo bicicletas, com um trabalho de experiência e qualidade. Da mesma forma, atuamos em parceria com o mercado de bicicletas importadas, pois algumas peças são produzidas no Brasil e outras fora do país. Nós, trabalhamos com a produção de chassis, rodas, guidões, entre outros, uma vez que a indústria de bicicletas é muito forte no Brasil e a globalização faz com que procuremos produzir o máximo possível dentro da nossa empresa, pois vivemos um período de desaquecimento mundial em questão de produção, porque a aquisição da matéria-prima se tornou muito complicada”, destaca Antônio.

“Começamos desenvolvendo o suporte de guidão, e esse produto não existia no mercado nacional. A partir disso, observamos a necessidade em aumentar a produção, pois os clientes solicitavam outras opções. Para tanto, compramos uma máquina para soldagem de alumínio, onde fizemos algumas peças artesanais e, com isso, surgiu a ideia de montar a bicicleta e fabricar o chassis dela. Depois, trabalhamos a parte comercial, desenvolvimento, máquinas industriais para soldagens e hoje estamos no mercado há 22 anos”, conta.

Inserida em uma indústria competitiva no mercado mundial, além da família, a empresa também conta com nove colaboradores. “A bicicleta é essencial para qualidade de vida, sendo um meio de transporte necessário. Hoje, como bem-estar, ela vem para se encaixar na vida de todos, pois é uma forma de manter o exercício físico em meio a pandemia. A bicicleta é o futuro da civilização e da mobilidade urbana, por isso, não buscamos apenas ser uma montadora, mas procurar produzir um produto de qualidade e diferenciado. Para isso, estamos com um investimento maciço em tecnologia, ergonomia, soldagem, dobras, conformação, e tudo que for necessário para que as pessoas tenham uma bicicleta diferenciada, um produto exclusivo no mercado, pois desenvolvemo-las dentro da nossa empresa, com a nossa personalidade”, afirma Faoro.

“Atualmente, nosso objetivo é a produção de 30 mil bicicletas por ano, onde temos parcerias com grandes empresas especializadas, mas sempre em busca de firmar novas. É uma caminhada que está surtindo muito efeito, e Soledade é a cidade em que iniciamos nossa estrutura, o que nos torna viável trabalhar no município”, salienta ele.

Contando com apoio da municipalidade, a empresa está sendo incentivada para um possível projeto de expansão para que permaneça trabalhando e gerando empregos e renda para o município de Soledade. “Esse tipo de incentivo faz com que consigamos alavancar e obter êxito em nossas vendas e produções. A Prefeitura Municipal está nos disponibilizando uma estrutura com boa localização e isso vai nos ajudar muito, pois temos também toda parte difícil de empresa, de captar recursos, de investimentos bastante altos, mas que com esse auxílio se torna mais fácil”.

A ideologia do projeto de expansão é de cunho familiar e, segundo Antônio, todos estão engajados na concretização dele. “Nós desenvolvemos e criamos expectativas, sendo que todos encabeçaram e estão trabalhando nisso. Esse projeto demandou de muito trabalho, da família como um todo, de acreditar, baixar a cabeça e trabalhar. Isso vem de encontro ao Dia do Trabalho, porque estamos gerando oportunidade para as pessoas. Acredito muito no trabalho, porque ele é o que dignifica as pessoas. O dia do trabalhador é o dia da dignidade, pois as pessoas não tem algo mais digno do que terem o seu salário para subsistência, lazer e tudo que precisam. Além do trabalho, também pensamos no bem-estar e por isso desenvolvemos a bicicleta para a pessoa pedalar nos finais de semana. Nossa empresa é o futuro da civilização, da mobilidade urbana”, enfatizou Antônio.


Fotos: Arquivo Pessoal