Saúde

Ministério da Saúde determina que remessa da Astrazeneca seja destinada para a segunda dose

Por Informativo Regional

A Secretaria da Saúde, diante de determinação do Ministério da Saúde para que as doses da Astrazeneca já recebidas sejam reservadas para segunda dose, cancelou a distribuição da remessa prevista para a tarde desta sexta-feira (7/5).

As doses que seriam distribuídas chegaram no início da manhã de quinta-feira (6/5) ao RS. Em reunião ocorrida na quinta (6), Estado e municípios definiram que as 243.400 doses serviriam para avançar a vacinação das comorbidades no Estado. A nova determinação do Ministério da Saúde é de que o lote seja reservado integralmente para a segunda aplicação (D2).

As vacinas ficarão na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), na capital, até o momento adequado de distribuição. Com a reserva, serão atendidas as segundas doses dos vacinados com imunizantes da 5ª remessa, distribuída no RS em 25 de fevereiro; da 9ª remessa, distribuída em 22 de março; e da 10ª remessa, distribuída em 26 de março. Para as D2 dessas três remessas, são necessárias 233.850 doses. O lote enviado na quinta-feira ao Estado é de 243.400. A diferença, de 9.450 doses, também ficará armazenada na Ceadi.

"Quando chegar próximo ao vencimento do prazo da segunda dose, distribuiremos os quantitativos aos municípios para que possam atender 100% das D2 dessas três remessas", explica Tani Ranieri, chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs).

No início da manhã de sábado (8/5), deve chegar ao Estado remessa de 63.600 doses da Coronavac, que serão utilizadas integralmente para D2.