21.3 C
Soledade
quarta-feira, 25 de maio de 2022

Hospital Frei Clemente receberá 10 leitos de UTI Adulto

A direção do Hospital de Caridade Frei Clemente anunciou na tarde de quinta-feira, 13/01, que a casa de saúde foi aprovada à habilitação para instalação de 10 leitos de UTI Adulto tipo II, em definitivo. A publicação no Diário Oficial do Estado aconteceu na quarta-feira, 12/01. Com esse anúncio, o Hospital Frei Clemente passa para a alta complexidade, atendendo paciente a nível estadual com vagas administradas pela Central de Leitos – GERINT.

Embora o sonho de Soledade possuir uma “Ala” UTI remonte a própria fundação do hospital, o projeto tomou força nos últimos anos, especialmente, diante da necessidade enfrentada pela pandemia da Covid-19, quando o próprio presidente Carlos Alberto Rocha e o administrador Adairto Forti montaram o projeto administrativo, observando regimentos das RDCs correspondente, com apoio de uma empresa de Engenharia Civil, especializada na área hospitalar, demonstrando tecnicamente a viabilidade da implantação da unidade, assim como aparelhos e equipe técnica multifuncional contratada.

“Não fizemos nada sem planejar e ter certeza do resultado que buscamos”, ressalta o presidente sobre a obtenção dos leitos, que segundo ele transformarão o município em “um canhão de boas práticas” para melhor atender a população.

A prefeita de Soledade, Marilda Borges Corbelini, e o presidente do Legislativo, Eli de Macedo Arruda, também participaram do anúncio e se colocaram à disposição do Hospital de Caridade Frei Clemente para que este sonho se torne realidade.

O administrador da casa de saúde, Adairto Forti, foi enfático ao dizer que essa condição só foi possível graças à readequação feita em toda a gestão do hospital, atacando pontos causadores dos problemas. “Estamos sempre busca da melhoria contínua, da economia, comprando bem, mas não aquilo que não precisa, enfim, temos um grande cuidado, principalmente com o financeiro. Assim, conseguimos aumentar o número de serviços prestados, melhorando o faturamento e investindo em cursos, treinamentos e aperfeiçoamento dos colaboradores de todas as áreas”.

Ele reforça que atualmente o hospital é dividido em cinco grandes áreas. “Cada setor tem o seu responsável, e isso só foi possível porque trabalhamos de forma correta. O hospital hoje já possui superávit superior a dois milhões, ou seja, tem muito mais a receber e bens do que deve, ainda exige muito cuidado sim, porque há cinco anos atrás ele possuía um déficit de mais de oito milhões”.

Por fim, Adairto considera que outra situação fundamental para o hospital foi a regularização dos pagamentos por parte do Governo do Estado. “Isso fez com que a nossa casa de saúde tivesse sucesso nos seus compromissos, conseguindo manter os fornecedores e a folha de pagamento em dia, e isso foi muito importante, bem como as emendas parlamentares, que nos possibilitaram investir em espaços que estão nos trazendo resultados”, finalizou.

A nova UTI ocupará todo o andar do antigo posto 02. Para realização das adequações necessárias em atenção as RDCs, as normas técnicas da Vigilância Sanitária, da Anvisa e do Ministério da Saúde será necessário realizar adequações mediante a aprovação do projeto. 

Destaques

Últimas notícias